A 1ª Vez

Existem muitas 1ªs vezes na experiência amorosa! O primeiro beijo, a primeira carícia, a primeira vez que nos encontramos nus à frente de alguém…a primeira relação sexual.

Queremos que tudo corra na perfeição, que aquele seja o momento perfeito. Preocupamo-nos em agradar ao outro, queremos ser desejados e desejar. Nascem inquietações, ansiedades: será que ele/ela vai gostar de mim, qual o contraceptivo que devemos usar, será que ele/ela me acha bonito/a, devo usar preservativo?

Quando todas estas dúvidas nos inquietam, podemos cair no erro de esquecer o diálogo.

É importante falar sobre o que gostam e o que não gostam, sobre os vossos desejos e ansiedades. Este é um caminho gratificante e não compensa queimar etapas que escondem tantas sensações bonitas. Convém ensaiar, experimentar, partilhar angústias e ansiedades. E pensar que o que é novo e diferente não tem de ser mau, pode não ser exactamente como foi sonhado, mas à medida que a intimidade aumenta também podem sempre procurar novas emoções e desejos.

 

Iniciar a vida sexual é uma escolha, individual, deve ser tua! E essa decisão deve ser pensada e tomada com maturidade, sejam rapazes ou raparigas, porque os ganhos são infinitos. Fazer amor é partilhar emoções, sensações, é confiar, amar, desejar, brincar…
Perde-se a virgindade quando de livre, informada e responsável vontade se tem a 1ª relação sexual… portanto forçar ou obrigar alguém sobre que forma for a ter relações sexuais… não vale e não só na 1ª vez!

A idade certa és tu que decides. Porém se as dúvidas e as questões pairam na tua cabeça é melhor parares para pensar. Não existe uma idade, uma hora ou um espaço indicado ou aconselhado. Para ti a idade certa pode ser uma, para o teu amigo outra. Tudo depende dos teus sentimentos, do teu desejo, da tua segurança, do teu sentido de responsabilidade, da tua maturidade física e afectiva. As ideias ou os tempos das outras pessoas não te obrigam a nada. Mas existem algumas opções que deves tomar antes da decisão final:
* falar com o teu parceiro ou parceira sobre os vossos sentimentos e desejos, para saber se uma relação sexual “completa” é um desejo de ambos ou apenas de uma das partes;
* informa-te sobre os métodos contraceptivos e as infecções sexualmente transmissíveis;
* decidir em conjunto quais os métodos a usar.

Estas opções convivem com a paixão e o sentimento e permitem que a tua primeira relação sexual seja uma experiência mais gratificante. Só um último conselho, a primeira relação sexual é um momento especial, como tal precisa do seu próprio tempo e do seu próprio espaço. Sem pressas e receios. Com tempo, confiança, descontracção, amor e desejo.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s